Cinco circuitos para Canetas de teste de polaridade.

Já comentei sobre as canetas de testes de polaridade, para melhor compreensão neste post vai uma analise de alguns circuitos comumente usados nestes dispositivos.

1 - Caneta para teste de polaridade de dois LED’s.

Nesta versão se monta dois LED’s antiparalelos em série com o resistor. Não alimentado, o cabo com garra jaca
ré pode ser conectado a massa ou ao positivo de alimentação do circuito. Com um lado conectado a massa, o LED 2 acende com tensões positivas acima de e +2,0 Volts e o LED 1 com tensões inferiores a – 2,0 Volts.
 A detecção de sinal para as válvulas de injeção se visualiza melhor com o cabo conectado no positivo da bateria.

2 - Caneta para teste de polaridade de dois LED’s, alimentado.

Os LED’s e os resistores são conectados em série e alimentados por uma fonte (bateria). Os LED’s permanecem acesos, indicando que o circuito está alimentado corretamente. 

Ao tocar com a ponta de teste no potencial positivo >10 V, o LED 1 se apaga e o LED 2 permanece aceso. Com potencial negativo <1,7 V inverte o funcionamento. Com potencial sob teste entre 1,8 e 10 Volts ambos os LED’s ficam acesos.

3 - Caneta para teste de polaridade de dois LED’s antiparalelos, alimentado.

Os LED’s antiparalelos se conectam na derivação central do circuito série formada pelos resistores. Os LED’s permanecem apagados.
O LED 1 acende com a ponta de teste sob potencial positivo >7,5 V e o LED 2 com potencial negativo <4,2 V.
Invertida a polaridade da alimentação os LED’s terão a indicação trocada.
Não haverá indicação com potencial de teste entre 4,3 e 7,4 V, permanecendo os LED’s apagados.


4 - Canetas para teste de polaridade de três LED’s

Alimentado corretamente o LED 3 fica aceso permanentemente.
Funcionamento similar ao circuito 3, porém com pequena alteração na faixa de tensão de acendimento. Ao inverter a polaridade de alimentação o circuito funciona como na versão 2, porém o LED 3 fica apagado e os indicadores trocados.



5 - Caneta para teste de polaridade de três LED’s, circuito 2.
O LED 2 acende com potenciais acima de 6,6 Volts e o LED 1 acende com potenciais abaixo de 4,5 Volts. O LED 3 se apaga com a ponta de teste em contato com os limites máximo e mínimo de tensão.




Conclusão:
Foram usados resistores de 1 kOhm para estes testes. Os parâmetros observados dependem dos componentes utilizados.

Notem, os circuitos possuem uma janela em que os LED’s não alteram seu estado, dando falsa indicação de ausência de potencial no ponto de teste.

Como regra geral o técnico deve ficar atento às características destes dispositivos e a sua aplicabilidade no sistema elétrico do veículo.

Não se esqueça que as canetas de testes injetam correntes nos componentes testados e isto pode causar efeitos indesejados como ligar bobinas de ignição ou disparar a bolsa do air bag. Corrente de teste de até 10 mA pode ser suportada pela maioria dos componentes testados.

Os circuitos 2 a 5 podem ser utilizados como descrito na versão 1, basta conectar os cabos de alimentação à massa ou ao positivo, conforme o caso.

Consideracoes sobre canetas para teste de polaridade
Contagiro com W do alternador digital
Medição de corrente da bomba de combustível

7 comentários:

Matheus disse...

Opa, boa tarde.

Mto bacana seu post sobre a caneta de polaridade, to tentando montar uma só que to com umas duvidas hehe.

To querendo montar uma caneta de 2 leds, mas que elas fiquem apagadas e só acendam quando eu encostar a ponta na carga positiva ou negativa que ela deve acender mostrando se é positivo ou negativo.
Pelo seu post vi que para este caso seria o diagrama 3.

Só que estou com duvidas. o fio positivo e o fio negativo ficam ligados um ao outro entre as pernas dos leds? Isso nao fecharia um curto? pelo seu diagrama como posso saber qual é o lado positivo e o lado negativo de cada led?

Abraços e mto obrigado pelo seu post.

Aparecido Oliveira disse...

Matheus não há problema com curto circuito pois a polarização dos LEDs estão em oposição. Para saber qual é a polaridade do LED use um multímetro selecionando a posição de teste de diodo ou teste um de cada vez no circuito, escolhendo assim a cor que deseje para o reconhecimento do positivo ou negativo a ser identificado.

Matheus disse...

Opa, blz Aparecido? obrigado pelo seu retorno e ajuda :D . Aparecido aki, estou com uma duvida em relaçao ao led no diagrama, pelo diagrama 3 o Led 1 precisa esta com o positivo no lado do resistor ou no lado da ponta de teste? E quanto ao led 2 tenho a mesma duvida.

Sobre o resistor, ele tem alguma diferença de polo positivo e negativo ou posso ligar qualquer "perna" do resistor independente do lado? Abraços Aparecido vlw

Aparecido Oliveira disse...

Matheus o resistor não tem polaridade. Os LEDs estão em oposição, você vai juntar o positivo de um com o negativo do outro, e uma das pontas que você juntou vai ligar com a junção dos resistores e a outra junção dos LEDs lique na ponta de teste. Aí é so usar, se o LED que acende ao tocar no positivo da bateria não é da cor desejada, inverta a ligação do do LED na junção dos resistores.

Matheus disse...

Aparecido bom dia.

Mto obrigado pela ajuda, funcionou perfeitamente agora entendi tdo o esquema hehe, economizei uns 20 reais na compra de uma caneta de polaridade hehe. Brigadao parceiro abraçaoooooo....

Anônimo disse...

Ola, eu gostaria de saber, se e acrescentar, uma "led 3" nesse circuito, eu achei ele e montei, funciona bem, mas eu quero acrescentar para indicar se a ponteira esta sendo alimentada corretamente,segue ai o circuito
http://www.inventeaqui.com.br/invencao/como-fazer-ponteira-de-testes

Aparecido Oliveira disse...

Anônimo ao ligar a ponta vermelha e preta no positivo e negativo,como orienta o autor os dois LEDs deverão ficar acesos com menor luminosidade. Isto é um indicador de que há alimentação e a polaridade está correta. Entretanto se quiser acrescentar um LED adicional coloque -o entre os fios vermelhos e preto, não se esqueça do resistor de 330 Ohm.